Conheça os tipos de coloração e seus efeitos nos fios dos cabelos.

Poucas mulheres sabem que cada tipo de coloração tem suas
características e proporciona efeitos diferenciados aos cabelos.
Por isso, na hora de mudar o visual e tingir os fios, deve-se saber
escolher o tipo mais adequado e efeito esperado, evitando, assim,
surpresas no resultado. A categoria de coloração pode ser dividida
em quatro tipos: vegetal, composta, sintética ou metálica (progressiva).
Conheça cada uma delas:

                                              Foto: Dreamstime                                           

Sintética
É a mais conhecida, por ser indicada para todos os tipos de cabelos,
além de ser utilizada em larga escala pelos profissionais e pelas
mulheres que tingem em casa. Essa coloração pode ser dividida
em temporária, semi-permanente permanente. A diferença
entre as três é a durabilidade do pigmento no fio.

- Sintética temporária: o corante é depositado sobre a cutícula
dos fios, não permitindo que o pigmento penetre permanentemente.
Exemplos: rinsagens e shampoos que removem o amarelado dos fios
 e que duram, em média, apenas seis lavagens.

- Sintética semi-permanente: popularmente conhecidas como
tonalizantes, possuem o objetivo de neutralizar reflexos indesejados,
cobrir de maneira discreta os fios brancos ou até mesmo realçar o
brilho dos cabelos. O segmento masculino brasileiro está concentrado
neste tipo de coloração, principalmente pelos atributos de tonalizar
com discrição e devolver a cor natural dos cabelos aos homens.
BIOCOLOR Homem é um exemplo disso, pois além de todos os
benefícios citados acima, não avermelha os fios. O tempo médio
de duração é de até 30 lavagens.

Sintética permanente: pode clarear ou escurecer os fios de
maneira efetiva e duradoura e é a mais utilizada em salões de
beleza e pelas mulheres que fazem as mudanças de visual em casa.
À base de amônia, colore a parte interna do fio devido à loção
reveladora (água oxigenada), possibilitando maiores
transformações e cobrindo completamente os cabelos brancos.

Coloração Vegetal
É composta por corantes provenientes de plantas, que encapam
o fio por fora, impermeabilizando-o. Esta opção é ideal para quem
quer fugir de químicas e possui poucos fios brancos. O melhor
exemplo de coloração vegetal é a henna. Apesar de ser inofensiva
em sua maioria, seu uso requer conhecimento quanto à aplicação,
pois se utilizada constantemente pode ter contra indicações.

Coloração Metálica
Também conhecida por coloração progressiva, é uma preparação
que contém sais de chumbo, prata, Cadmo, bismuto, níquel,
cobre e estanho. Estes elementos combinam com o enxofre
do cabelo, formando uma capa em torno do fio. Escurecem
o cabelo progressivamente com a ação do oxigênio do ar,
nas repetidas aplicações. Com esta coloração a pessoa não
pode utilizar produtos para ondulação, descoloração ou
tinturas que contenham oxidantes.

Fonte: Grupo Máquina

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...